English Site Site em Português
Página Inicial Contactos

MAU TEMPO NO CANAL DE VITORINO NEMÉSIO (Livros - Autores/Escritores)

O novo livro de Francisco Cota Fagundes, Mau Tempo no Canal de Vitorino Nemésio: Tradução, Simbolismo, Escrita, Oralidade, Diáspora, compõe-se de seis ensaios que abordam, entre outras, as temáticas anunciadas no subtítulo. O primeiro ensaio discute a teoria tradutológica e as experiências tradutórias que presidiram à tradução para o Inglês, feita pelo Autor, do romance nemesiano. O segundo ensaio trata a rica simbologia que enforma a principal obra de ficção de Vitornino Nemésio, particularmente no que se relaciona com as doenças e a sua dimensão metafórica. A Grande Tradição Ocidental – literária, musical, pictórica – é o foco do terceiro ensaio do volume. Os demais estudos concentram-se em vários aspetos da representação da oralidade neste romance cuja história matricial, embora ligada ostensivamente às classes aristocrática e burguesa, é também de uma riqueza extraordinária no que respeita à representação das classes humildes e das suas tradições orais. A leitura proposta da representação da oralidade no romance permite-nos perspetivar Mau Tempo no Canal de um novo ângulo ideológico. Como o último capítulo demonstra, neste romance Vitorino Nemésio tão-pouco descurou um assunto que, como escritor da Açorianidade que era, não poderia deixar de lhe interessar: a diáspora açoriana para a América do Norte no que ela possui de drama, aventura e oportunidade para exercitar a propensão do romancista para contar mais histórias. De fato, no que concerne à oralidade no romance, poder-se-ia dizer que Mau Tempo no Canal é uma enorme caixa chinesa de histórias/estórias dentro umas das outras.
Disponivél em: Português

Banco de Imagens