English Site Site em Português
Página Inicial Contactos

PARA TRÁS ANDA A LAGOSTA (Livros - Autores/Escritores)

Não admira pois que a autobiografia de Lawrence Oliver tenha sido tantas vezes citada por historiadores, por exemplo Leo Pap, e geógrafos, por exemplo Jerry Lewis, em estudos da presença portuguesa nos Estados Unidos. Lawrence proporciona um testemunho vivo de mediação histórica. Como autobiógrafo, Lawrence insere-se na história de San Diego, sobretudo a piscatória. Convoca a história do Outro, dos outros, para nela enquadrar a sua. É uma estratégia para proclamar a relevância do seu papel, relevando ao mesmo tempo o papel dos outros e alargando o contexto da história pessoal até fundi-la numa história colectiva. Francisco Cota Fagundes, in Posfácio
Disponivél em: Português

Banco de Imagens